cerume

Entenda a função do cerume no ouvido

A famosa cera de ouvido, cerume ou cerúmen, é uma substância produzida pelas glândulas sebáceas que se encontram no canal auditivo da orelha externa. Com pH ácido, ela tem a função de proteger o ouvido da poeira e de outros agentes externos que podem penetrar no órgão, causando problemas de audição e infecções.

Essas substância é produzida nos 2 terços externos do conduto auditivo. O terço interno, junto à membrana do tímpano, fica praticamente livre dele, para impedir que a cera fique pressionada contra a membrana, interferindo na capacidade dela de vibrar e transmitir as ondas sonoras para o interior do ouvido.

Como essa produção é feita exclusivamente em um só local, quando encontrada perto do tímpano, esse encontro é resultado do uso de cotonetes, grampos, tampa de caneta ou qualquer outro corpo estranho introduzido no ouvido.

Como o cerume é eliminado

A eliminação do cerume é feita de forma espontânea pelo organismo. A mastigação, os movimentos das articulações temporomandibulares e a descamação da pele do conduto auditivo externo ajudam a empurrar a cera velha na direção da abertura externa. Nesse caso, aquele resíduo solto que encontramos na orelha é o cerúmen sendo eliminado.

Quando, por algum motivo, esse mecanismo de autolimpeza não funciona, a cera de ouvido pode se acumular e bloquear o canal auditivo. Alguns elementos contribuem para a formação da rolha de cerúmen:

  • anatomia do canal auditivo, que pode ser mais estreito ou tortuoso;
  • uso de hastes de algodão, uma vez que empurram o cerúmen para o interior do ouvido;
  • idade, pois, ao envelhecer, o cerúmen produzido se torna mais firme e seco;
  • uso de fones de ouvido, tampões ou protetores auriculares.

Nesses casos, o paciente relata dor, sensação de corpo estranho, zumbido, perda de acuidade auditiva, secreção purulenta e até tosse. Mas, antes de fazer uso das hastes flexíveis para retirar essa cera, é importante consultar um otorrinolaringologista para identificar a causa desse excesso de material e fazer a remoção correta dele.

Riscos da limpeza inadequada do cerume

Existem várias dicas de limpeza caseira do ouvido. Porém, é preciso tomar alguns cuidados antes de fazer a remoção da substância em casa. O ideal é fazer a limpeza apenas do ouvido externo. Ao inserir algo no canal auditivo, corre-se o risco de perfurar o tímpano.

Além disso, a remoção do cerúmen deixa a orelha média e a orelha interna à mercê de organismos que podem ali se desenvolver, causando infecções como a otite. Quanto mais se retira cera do ouvido, mais cera as glândulas sebáceas produzem, e a falta ou o excesso dessa secreção no ouvido podem causar doenças como eczema do meato acústico externo, otite externa micótica e exostoses e osteomas do meato acústico externo.

O ideal é procurar um médico otorrinolaringologista — ele é o profissional mais indicado para realizar o procedimento de limpeza do cerume. Evite fazer uso de soluções caseiras e/ou indicadas por pessoas leigas, pois você pode acabar comprometendo a sua audição.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp