zumbido no ouvido

Como tratar o zumbido no ouvido?

No mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são 278 milhões de pessoas com o chamado zumbido no ouvido, um incômodo caracterizado pela audição de um som constante ou que vai e volta, sem explicação.

Esse zumbido, ou tinnitus, é uma percepção sonora incômoda que pode surgir como barulho de cigarra, apito, concha, panela de pressão, cachoeira, dentre outros. Eles podem ser leves ou intensos, sendo ouvidos no silêncio ou durante todo o dia, depende de cada paciente.

O som incômodo pode aparecer em qualquer idade, em pessoas com audição normal ou não. Normalmente, o problema acontece quando as vias auditivas passam a enviar impulsos mesmo sem haver uma fonte gerando som.

Causas do zumbido no ouvido?

As causas são diversas, sendo as mais comuns: excesso de cera, infecções e lesões no ouvido, perda auditiva relacionada à idade, exposição a ruídos altos com frequência, doença de ménièrie, neurinoma do acústico (tumor raro que acomete o nervo auditivo). Mas, de acordo com pesquisas, outros fatores, não relacionados com o ouvido, também podem dar origem a esse zumbido, como desvios de coluna, alterações cardiovasculares, diabetes, consumo excessivo de cafeína, álcool e tabaco.

O diagnóstico deve ser feito por um otorrinolaringologista. Ele avaliará os sintomas apresentados, o tipo de zumbido, quando este aparece, quanto tempo dura e os sintomas associados a ele, como tontura, desequilíbrio ou palpitações, além de fazer uma observação interna do ouvido.

Em alguns casos, podem ser necessários exames de imagem, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, que poderão identificar, de forma mais precisa, alterações cerebrais ou na estrutura dos ouvidos.

Tratamento para o zumbido no ouvido

Como o zumbido se manifesta em condições diferentes para cada paciente, o tratamento deve ser individualizado. Algumas vezes, o procedimento é simples, podendo incluir a remoção de cera pelo médico, o uso de antibióticos para tratar a infeção ou uma cirurgia para corrigir defeitos no ouvido, por exemplo.

Em casos relacionados à perda auditiva, um dos tratamentos mais utilizados para aliviar o desconforto do zumbido é a reabilitação com uso de aparelhos auditivos. A terapia de som, com a emissão de ruídos brancos através de aparelhos específicos, também pode ajudar a diminuir a percepção do barulho.

Alguns medicamentos também podem ser utilizados, como vasodilatadores periféricos, ansiolíticos e anticonvulsivantes. Mas é importante lembrar que somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento, para cada caso.

A mudança de hábitos também é importante no tratamento. Assim, pacientes com zumbido nos ouvidos devem evitar alimentos com muita cafeína e açúcar, como chocolate, café, bebidas energéticas; exposição a som alto; uso de cotonetes; bebidas alcoólicas e tabaco. O ideal é procurar orientação se o ruído persistir por mais de 1 dia, mesmo acreditando que será possível habituar-se a ele sozinho.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp